Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Artigos de Terceiros’ Category

Frederico S. P. F. Valente*[1]

         Toda a argumentação contida nestas “breves notas” tem um caráter de “exercício” de reflexão, logo, sem o rigor e os formalismos necessários de uma exposição “científica”. A pergunta que inspira essa reflexão é a seguinte: temos hoje um novo padrão de desenvolvimento na economia brasileira ou trata-se ainda de um desenrolar infindo da crise do antigo modelo vigente até o início da década de 80? Em busca da aproximação a uma possível resposta, o objetivo será, em primeiro lugar, caracterizar o que se entende por “desenvolvimentismo” para, em seguida, apresentar uma interpretação para o que teria sido sua crise. O ponto em questão passa a ser se o caráter específico da crise do desenvolvimentismo proposto nesta argumentação teria sido superado. Para tanto, a tentativa aqui será a de estabelecer uma separação analítica entre a crise do desenvolvimentismo e a crise do desenvolvimento brasileiro.

  (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Por Fabián Amico

Entre as explicações da inflação, existe um amplo cardápio de opções. Na direita ortodoxa, invariavelmente, a inflação é explicada por “excesso de gasto” (usualmente público) ou por “transbordo salarial”, o que configura um quadro de inflação por “excesso de demanda”: se pretenderia consumir mais do que se tem produzido. Por fim aumentam os preços. No fundo do argumento sempre há um governo irresponsável e “populista” que aumenta o gasto e “adoça” a economia com o único e diabólico fim de ganhar as eleições e se perpetuar no poder. (mais…)

Read Full Post »

 Franklin Serrano**

 

Texto apresentado na FUNDAP, São Paulo, 24/04/2008 e que será tema para discussão do Coletivo Crítica Econômica. Acesse também outros textos dos Seminários da FUNDAP. (mais…)

Read Full Post »

 Numa Mazat

Quando a União Soviética dissolveu-se em 25 de dezembro de 1991, podia começar a transição para uma economia de mercado livre, conforme aos desejos de Boris Yeltsin, presidente da recém-criada Federação da Rússia. Os dirigentes russos escolheram uma aplicação acelerada do receituário ortodoxo. Como será demonstrado aqui, essa escolha levou a Rússia à beira do abismo, com resultados catastróficos do ponto de vista político, social e econômico. (mais…)

Read Full Post »

Toda vez que a economia brasileira esboça algum sinal de reação em termos de crescimento, há pressão por parte de economistas ortodoxos para que haja intervenção do governo no sentido de frear a demanda agregada para que não haja inflação. (mais…)

Read Full Post »